terça-feira, 10 de junho de 2014

FABIO MASSARI ENTREVISTA MALCOLM McLAREN

Há alguns meses, bati um papo com o reverendo Fabio Massari pelo lançamento de seu livro Mondo Massari.

O nome do livro virou uma série da editora Ideal e o primeiro fruto sai agora: o livro em quadrinhos
Malcolm, que leva para o universo das HQs um papo entre o apresentador e o agitador cultural punk Malcolm McLaren.

Saiu matéria no domingo em
O Dia. Confira aí (link original do portal aqui).


CONVERSA FRANCA COM O MESTRE DO PUNK
Livro transforma papo entre Fabio Massari e Malcolm McLaren em HQ
Publicado em O Dia em 8 de junho de 2014

O produtor, empresário e agitador punk Malcolm McLaren (1946-2010) esteve no Brasil em 1995 para lançar o álbum solo Paris. E foi aos estúdios da MTV em São Paulo conversar com o apresentador Fabio Massari. “Depois, pedi logo uma cópia em vídeo do papo e o transcrevi. Sabia que ele não iria ao ar inteiro”, lembra Massari. A íntegra sai só agora, e em quadrinhos, no livro Malcolm, parceria de Massari com o desenhista Luciano Thomé (Edições Ideal, 64 págs., R$ 29,90). 

Malcolm chegou de surpresa ao estúdio. “Nem tive tempo de pesquisar nada, na época nem tinha internet direito”, graceja Massari. “Eu tinha a história do punk na ponta da língua.” Criador da butique punk Sex (com a mulher, a estilista Vivienne Westwood) e dos Sex Pistols, o produtor dividiu com Massari histórias do grupo e de seus projetos, além de seus pensamentos sobre música pop. 

Surgem também descobertas como a visita do produtor ao Brasil em 1977, bem pouco comentada. “Ele veio com o Paul Cook e o Steve Jones (baterista e guitarrista dos Sex Pistols)”, lembra. “Eles vieram visitar o (ladrão inglês) Ronald Biggs e fazer cenas para o filme The great rock n roll swindle (de Julien Temple). Mas o Malcolm pegou sol demais e ficou de cama no hotel. Há poucos registros dessa passagem dele pelo Brasil.” 

Na hora de passar o papo para os quadrinhos, um desafio de Thomé e Massari foi criar uma história que prendesse a atenção tendo como material o diálogo entre duas pessoas. “Fiz uma narrativa documental”, diz Thomé. “Quando o Malcolm conta uma história sobre alguém, ponho as imagens do que ele fala.” 

Com o livro, Massari inaugura na Ideal a série Mondo Massari, com livros que tenham a ver com seu universo de caçador de novidades e coisas inusitadas do rock. “O Luiz Mazetto, um autor de São Paulo, vai lançar um livro com a gente sobre o heavy metal instrumental e psicodélico”, anuncia, dando uma ideia do que vem aí.

Nenhum comentário:

Postar um comentário