segunda-feira, 28 de julho de 2014

ARNALDO BAPTISTA E OS 40 ANOS DE "LÓKI?"

Papo rápido com Arnaldo Baptista sobre os 40 anos de Lóki?, seu primeiro disco solo, e sobre o show que ele estreia neste fim de semana em BH.


ARNALDO BAPTISTA COMEMORA 40 ANOS DE LÓKI? E FAZ SHOW
Ex-mutante, que prepara disco, toca domingo em Belo Horizonte
Publicado em O Dia em 28 de julho de 2014

Em 1974, aos 26 anos, Arnaldo Baptista largou os Mutantes, terminou um tumultuado namoro-casamento com Rita Lee e viveu momentos turbulentos com as drogas. E compôs as enigmáticas músicas de Lóki?, seu disco solo de estreia. Com canções emocionadas como Será que eu vou virar bolor? e Desculpe, o LP comemora 40 anos ganhando pontuais comemorações.

A Universal, que lança uma caixa com os CDs dos Mutantes, vai repor o álbum nas lojas. E o cantor leva a Belo Horizonte no domingo o show Sarau o Benedito?, misturando sons antigos aos do álbum que está concluindo, Esphera. Um show que ele pretende trazer ao Rio ainda esse ano.

“Dizem que Lóki? é um disco triste, mas a tristeza fica bonita. Ela é um tempero”, acredita o alegre Arnaldo. Roberto Menescal, que produziu o disco ao lado de Marco Mazzola, lembra da época: “Arnaldo me pegava no aeroporto de moto, vestido de cowboy, para me mostrar o material. Ele estava mal pelo fim do casamento com a Rita, chorava muito. Comprei a briga e fiz o disco, gravado quase ao vivo”, conta Menescal.

No acompanhamento, mais ex-mutantes: Dinho Leme (bateria), Liminha (baixo) e até a própria Rita, em alguns vocais. “O Sérgio Dias (guitarrista e irmão de Arnaldo) não entrou porque estava longe, morava no Rio”, conta Arnaldo. Que tirou o título Lóki?, veja só, de um expressão ligada ao mundo dos automóveis.

Lókis eram os carros que não tinham um farol de milha chamado de ‘cilibrina’ (‘sealed beam’, no original). A letra de Cê tá pensando que eu sou lóki? veio daí”, diz. A censura, por sinal, deixou passar batido não só essas curtições, como um palavrão em inglês na letra de Navegar de novo. “Soltei um ‘it’s fucking hell!’”, porque o (jornalista inglês) Mick Killingbeck, meu amigo, dizia isso”, brinca Arnaldo. E ele diz nem saber se Lóki? é mesmo um clássico. “É engraçado: quando eu era criança, uma pessoa de 40 anos já era velha. E Lóki? parece que foi feito ontem”, diverte-se.

Nenhum comentário:

Postar um comentário