segunda-feira, 6 de outubro de 2014

TIAGO ABRAVANEL

Um papo com Tiago Abravanel sobre sua turnê solo em que se apresenta como cantor, Eclético. Na semana passada, teve show no Rio.


TIAGO ABRAVANEL ESTREIA O SHOW SOLO ECLÉTICO
Ator também prepara clipe em que imita o avô Silvio Santos
Publicado em O Dia em 02 de outubro de 2010

Em estreias no teatro, é comum um ator cumprimentar o outro com uma saudação bem estranha: “Quebre a perna!” Uma brincadeira que virou realidade para o ator-cantor Tiago Abravanel, 27 anos. Ele vai fazer a estreia de seu show solo Eclético, nesta sexta no Vivo Rio, com a perna esquerda engessada, após um salto de paraquedas numa prova do Domingão do Faustão. Mas nada de mau humor.

“Saltei de quatro mil metros e quando ia bater no alvo, caí na areia. Mas no show não vou nem esconder a perna quebrada, vamos usar isso. Pode até entrar uma enfermeira no palco”, diz o cantor, usando cadeira de rodas e muletas para se locomover. “Sou meio maluco! Eu gosto de situações em que a adrenalina vai a mil. Adoro escalada, montanha-russa. Rola medo, mas depois é um grande prazer”. A sensação é a mesma no pré-show. “É ansiedade, nervosismo, tudo ao mesmo tempo. E agora sou só eu, né? Não tem personagem lá.”

No repertório, entram músicas novas (como Eclético e Estrada afora) e clássicos de artistas como George Michael, Daniela Mercury, Sidney Magal e Rosanah. E Tim Maia. Apesar de ter se fantasiado de Lady Gaga, Freddie Mercury, Xuxa, Elvis Presley, Amy Winehouse e até do seu avô Silvio Santos no recém-lançado clipe da música Eclético, ele encara a plateia de cara limpa.

“É minha visão sobre as músicas , não é uma imitação, não. Mas quando canto O amor e o poder (da Rosanah), boto uma peruca, um ventilador para fazer um efeito”, adianta o artista, que já analisa músicas para um CD a ser lançado em 2015.

A história do clipe de Eclético não parou aí. O vídeo, cujo roteiro surgiu até mesmo antes da música feita por Edu Tedeschi, vai gerar em breve clipes individuais nos quais Tiago, caracterizado de Lady Gaga, Xuxa ou Silvio Santos, canta a canção. O avô, diz Tiago, viu o clipe do seu lado e morreu de rir. “Mas acho que num primeiro momento ele nem percebeu a imitação. Só reparou depois”, brinca Tiago.

Para Eclético, o neto adotou o corte de cabelo, o paletó e o microfone pendurado no peito, mas não se acha um bom imitador do avô. “Durante a gravação do clipe individual, que ainda vai ser lançado, eu fiz muito a voz dele, tentei trazer o estilo do Silvio falar. Mas nem o imito bem. As pessoas é que o imitavam muito para mim quando eu era criança”, conta Tiago, que era fã dos desenhos do SBT. “Adorava Pica-Pau, Tom & Jerry. Via muito os desenhos da TV Cultura também. E sempre fui fanático pelo universo Disney”.

Universo este do qual Tiago agora faz parte, já que dublou o personagem principal do desenho Detona Ralph. “Um amigo meu que trabalhava na área de cinema me achou no aeroporto e me fez o convite. Vim de São Paulo ao Rio chorando no avião, depois dessa”, diz Tiago, que lida com crianças desde cedo. “Fui até monitor de acampamento infantil, quando tinha uns 14 anos”.

Praticamente criado nas coxias (sua mãe Cíntia Abravanel se tornou diretora do Teatro Imprensa, em São Paulo, nos anos 90), Tiago participou de duas novelas, Joia rara e Salve Jorge. E ganhou novo público. “Com o Tim Maia, eu me apresentava para plateias de 4 mil pessoas. Na novela, acho que tive isso multiplicado por três a cada exibição”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário