sábado, 4 de abril de 2015

SEU JORGE, OS MOTOBOYS E A CERVEJA KARAVELLE

Tive a oportunidade de escrever o prefácio para o livro Seu Jorge - A inteligência é fundamental, biografia do cantor-ator, escrita pelo amigo Leonardo Rivera. Já tinha tido papos com Seu Jorge em vários outros momentos, para o antigo Jornal do Brasil, para o portal Laboratório Pop, muita coisa. Sempre me intrigou: como esse cara, que veio de um lugar bastante carente e chegou a morar na rua, conseguiu atrair tanta coisa legal para si próprio? Ele poderia ter sido um gênio nunca descoberto, uma figura pop jamais revelada e perdida pelas ruas. Poderia ter se perdido em vários vícios. Mas ele conseguiu reunir forças para sair de onde estava e chegar onde chegou. E onde ele chegou, meus amigos, muita gente não vai chegar.

Durante a última semana, rolou o lançamento do disco Músicas para churrasco II, mais um álbum de Seu Jorge, na cervejaria que ele montou com mais dois sócios, Karavelle, em São Paulo - nos sofisticados Jardins. Fui lá bater um papo, participar de uma coletiva, provar a cerveja (boa)  e saber um pouco do que ele anda aprontando. O amigo Leandro Souto Maior, por sua vez, ficou no Rio e conversou com motoboys cariocas sobre o novo hit do cantor, Motoboy. Confira aí. Ficou legal!

Nenhum comentário:

Postar um comentário