segunda-feira, 21 de março de 2016

FÉRIAS, ENFIM!

Passei alguns dias das férias do ano passado em Búzios -
e essa foto é pra não me esquecer de voltar lá  :)
Faltam poucos dias para começar minhas férias e - que estranho - a coisa que eu mais tenho pensado é em trabalho. Não que eu esteja doido para sentar na minha poltrona lá do jornal e continuar a escrever matérias nos dias em que eu deveria  ir à praia, passear, namorar, encontrar amigos (os que não estiverem trabalhando), ficar em casa, ler, dormir, ouvir música, etc. 

A questão é que, trabalhando diariamente, fica complicado para colocar na rua aquele projeto que você acalenta há anos mas não faz nada por ele. Uma das maiores alegrias profissionais que tenho tido ultimamente é fazer o ACORDE, programa de rock que faço toda semana na Rádio Roquette-Pinto FM. Aproveitei uns períodos em que estava com pouco trabalho para dar uma incrementada na página do Facebook que criei para ele, no Twitter. Montei um conteúdo online que entra no podcast do programa (programaacorde.podomatic.com) toda quarta-feira. Mas até que dá para fazer o ACORDE em meio às várias coisas que faço no meu trabalho. Só que do meio para o fim do ano passado, prometi a mim mesmo que iria criar um site para escrever sobre o que eu quisesse - incluídos aí rock e uma visão bastante particular de cultura pop, que passa por história, música, cinema, livros, obscuridades e uma série de outros assuntos. O site vai crescer nessas férias. Tinha começado a rascunhar um romance também, que fica para quando eu tiver coragem.

Parece ilógico pensar em criar coisas justamente nas férias, mas digamos que faz sentido. Até porque férias é uma época em que você acha que pode encaixar de tudo nos seus horários, que sempre vai dar. São só trinta dias para viajar, fazer coisas, escrever coisas, mas a gente sempre acha que vai ser possível fazer de tudo. Eu procuro nunca entrar na piração de que dá para acordar tarde todos os dias e perder tempo útil todos os dias, porque férias, pelo menos para mim, não pode ser sinônimo de perda de tempo. É sinônimo de ter horários mais elásticos para encaixar tudo o que você quer fazer, de poder deixar algo para fazer amanhã sem maiores problemas (em meio aos horários de trabalho, preciso pensar que certas coisas, se não forem feitas hoje, podem ser realizadas às vezes só uma semana depois). Eu até o presente momento estou me iludindo de que volto das férias com pelo menos metade desse site pensado e adiantado, textos escritos, coisas adiantadas, lugares visitados, viagens realizadas etc.

Estava lendo outro dia um textinho por sinal, que ensina a pegar 15 minutos do seu dia para organizar o tempo nas férias. E, ah, estabelecer metas. E fazer um calendário. Parece bizarro tanta preparação para curtir os dias de férias, mas o pior é que é necessário quando você sabe que não tem todo esse tempo do mundo para perder. Tanto que já comecei a preparar o calendário alguns dias antes, além de metas, destinos e coisas que não posso passar trinta dias sem fazer. Fora que o ACORDE continua, talvez com alguns programas pré-gravados - além de pelo menos um ao vivo. E que as férias sejam boas mesmo com o trabalho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário